10 fertilizantes para preparar em casa - Nutrientes Para a Vida

10 fertilizantes para preparar em casa

10 fertilizantes para preparar em casa

 

Valter Casarin, Coordenador Científicos da NPV

 

As flores do seu jardim e as plantas de sua horta merecem ser bem alimentadas, pois somente assim podem retribuir de maneira satisfatória, com muita beleza, e alimentos de qualidade. O fertilizante é parte essencial da jardinagem. Na horta, podemos cultivar nossos próprios vegetais e fazer nosso próprio adubo caseiro. Econômico e ecológico é uma ação fácil e que fará muito bem ao seu jardim e ao ambiente.

 

Quer descobrir quais fertilizantes você mesmo pode preparar em sua casa? Confira! 

 

  1. Casca de banana

    A casca de banana contém muito potássio, fósforo e cálcio, por isso é ideal para a floração e a reprodução das plantas. Para usá-la, basta enterrá-la no solo, bem na base da planta e deixá-la se decompor. Uma dica importante é congelar as bananas maduras, em vez de jogá-las fora. Em seguida, enterre-as perto de uma planta que precisa delas. Além disso, você pode mergulhar uma casca de banana na água por 2 ou 3 dias e depois borrifar a água nas plantas.

  2. Cascas de ovo

    Ricas em cálcio e, portanto, boas para o crescimento das plantas, as cascas de ovos irão combater o apodrecimento das flores de tomate. Esse problema acontece se o solo não tiver cálcio. Para remediar isso, tudo o que você precisa fazer é esmagar algumas cascas de ovos e enterrá-las sob a superfície do solo.
    Você também pode usar um spray misturando cerca de vinte cascas de ovos e 4 litros de água. Ferva tudo por alguns minutos e deixe em infusão na água durante a noite. Use uma peneira e despeje o líquido em um borrifador. Pulverize diretamente no solo.

  3. Borra de café

    A borra de café é um fertilizante natural que adiciona nitrogênio ao solo pobre. Além disso, é muito popular com rosas, hortênsias e magnólias. Quando adicionamos borra de café ao solo, estamos melhorando a matéria orgânica do solo.

  4. Sal de Epsom ou Sulfato de Magnésio

    Esse sal que tem propriedades anti-inflamatória, antioxidante e relaxante é uma importante fonte de magnésio e enxofre ao solo. Interessante para tomates e rosas. A água salgada Epsom é perfeita para mudas e para reduzir o choque do transplante. A receita é simples e rápida: coloque 1 colher de sopa de sal Epsom em 4 litros de água. Também pode ser misturado no solo ao redor das plantas na proporção de 1 colher de sopa para cada pé de 60 cm de altura, devendo então ser posteriormente regado.

  5. Infusão de grama cortada

    Para obter um fertilizante com alto teor de nitrogênio, podemos usar os restos de grama cortada. É muito simples de fazer. Encha um recipiente de 25 litros com grama recém-cortada e cubra com água. A mistura deve descansar por 3 a 5 dias. Em seguida, dilua a infusão: uma medida de infusão de grama para 9 de água. Tudo o que você precisa fazer é regar suas plantas.

  6. Infusão de composto orgânico

    Para fazer uma infusão de composto orgânico, use a mesma receita da infusão de grama cortada, mas substitua a última por composto. Você tem que colocar um pouco em um balde, depois cobrir com água. Deixe macerar por 2 ou 3 dias e depois filtre. Isso resulta em um líquido muito mais rico com uma variedade de nutrientes, ideal para qualquer planta. Diluir antes de usar para que tenha uma cor amarela escura.

  7. Água do cozimento

    A água da cozedura dos seus vegetais é rica em nutrientes e sais minerais, muito úteis para o crescimento das plantas. Para usá-lo, deixe a água do cozimento esfriar e regue sua horta com ela.

  8. Cinzas de madeira

    Se você tiver uma lareira, fogão ou churrasqueira à lenha, guarde as cinzas da madeira queimada para reciclagem. Elas podem ser usadas ​​como fertilizantes, pois possuem um forte poder nutritivo, necessário para o bom desenvolvimento das plantas. Misture as cinzas com a água do regador e regue seu jardim com essa mistura. Além da parte nutricional, as cinzas são eficientes para proteger suas plantas de lesmas e caracóis, além da proteção contra doenças.

  9. Estrume de urtiga

    O estrume de urtiga é muito eficaz no jardim. Dependendo da dosagem, pode ser usado como fertilizante, inseticida e até tratar certas doenças. O preparo se faz com 1 quilo de urtiga antes de florescer, para 10 litros de água em um balde plástico. Para usar o estrume é necessário filtrar e diluir, em seguida, adicione-o ao regador com água.

  10. Saquinhos de chá

    Você sabia que os saquinhos de chá contêm carboidratos? Isso aumenta os vegetais e melhora a floração das plantas com flores. Você pode então usá-los, macerando-os em água. Use a mistura diluindo-a na água de irrigação.

 

Se você não tem condições de preparar seu próprio fertilizante, recomendamos o uso de fertilizantes minerais apropriados para jardinagem e hortas. Esses produtos podem ser obtidos em floriculturas ou mesmo em lojas de produtos agropecuários. Lembrando que os fertilizantes minerais são mais concentrados em nutrientes, além de apresentá-los emformas solúveis, prontamente disponíveis para as plantas.

Sobre a NPV

 

A NPV – Nutrientes para a Vida – nasceu com objetivo de melhorar a percepção da população urbana em relação às funções e os benefícios dos fertilizantes para a saúde humana. Braço da fundação norte-americana NFL – Nutrients For Life – no Brasil, a NPV trabalha baseada em informações científicas. O uso de fertilizantes de forma responsável e correta é o caminho para oferecer à sociedade oportunidade para maior segurança alimentar e qualidade nutricional dos alimentos e, sobretudo, produzindo de forma sustentável e com total respeito ao ambiente. Nutrir o solo, através dos fertilizantes, é a forma mais sensata de produzir alimentos em quantidade e qualidade para as pessoas, além de valorizar a preservação de nossas florestas. 

A missão da NPV é esclarecer e informar a sociedade brasileira, com base em estudos científicos, sobre a importância e os benefícios dos fertilizantes na produção e qualidade dos alimentos, bem como sobre sua utilização adequada.

A NPV tem sua sede no Brasil, é mantida pela ANDA (Associação Nacional para Difusão de Adubos) e operada pela Biomarketing. A iniciativa conta ainda com parceiros como: Esalq/USP, IAC, UFMT, UFLA e UFPR.

Saiba mais sobre o novo cliente em https://www.nutrientesparaavida.org.br/ 

SEJA UM INSCRITO

Get updates and learn from the best

Outros posts

Rolar para cima