Adubar é nutrir a vida

• Valter Casarin

Adubar é a ação de nutrir suas plantas, fornecendo-lhes alimentos. Mas cuidado: isso só deve ser considerado se a planta não encontrar o que precisa no solo. Em princípio, uma planta deve cuidar de si mesma. Uma planta nunca irá murchar quando falta fertilizante: na pior das hipóteses, ela vai parar de crescer.
Quando a terra é pobre, ou seja, tem baixa disponibilidade de nutrientes, como costuma acontecer em casas novas, considere complementar os nutrientes necessários para as plantas. O solo muito fino usado em aterro não pode alimentar suficientemente uma jovem planta ou árvores. Existem terras pobres, como os solos muito pedregosos e íngremes ou terras muito arenosas. Essas terras são tão pobres na disponibilidade de nutrientes, de forma que as plantas terão crescimento lento. Diante deste tipo de situação, a adubação é essencial se o desejo é obter plantações exuberantes. As plantas irão se desenvolver em função da disponibilidade de nutrientes, ou seja, de acordo com as possibilidades da terra. Se você está procurando exuberância em solo pobre, prepare-se para adubar as plantas.
Quando falamos em adubação, pensamos imediatamente em fertilizantes. Os fertilizantes correspondem a materiais de origem mineral ou orgânica que liberam nutrientes no solo. É raro que um fertilizante possa ser usado para todos os tipos de plantas. Em geral, um fertilizante é adequado apenas para certos tipos de plantas.
Os fertilizantes minerais têm várias vantagens sobre os fertilizantes orgânicos. São regulares e têm uma composição constante por produto, o que não é o caso dos fertilizantes orgânicos. Os fertilizantes minerais tornam possível fornecer com precisão a quantidade de nutrientes desejada e isso a qualquer momento. Os nutrientes dos fertilizantes minerais quase sempre funcionam mais rapidamente do que os fertilizantes orgânicos, embora em algumas circunstâncias se possa conscientemente optar por fertilizantes de ação mais lenta. De qualquer maneira, o padrão de liberação de nutrientes dos fertilizantes minerais é conhecido antecipadamente. O mesmo não se pode dizer dos fertilizantes orgânicos.
Os fertilizantes minerais não têm apenas vantagens. Eles não adicionam matéria orgânica ao solo, por exemplo. A vida no solo é, portanto, menos estimulada do que quando fertilizantes orgânicos são aplicados. É por isso que, na prática, esses dois tipos de fertilizantes são quase sempre usados em combinação.
A Nutrientes Para Vida (NPV) é uma iniciativa inovadora com a missão de informar a população sobre a relevância dos fertilizantes (o alimento das plantas), para o aumento da qualidade e segurança da produção de alimentos. As informações são baseadas em dados científicos. Com Visão, Missão e Valores análogos à coirmã americana, a Nutrients For Life, que já colhe importantes frutos em outros países, como Estados Unidos, onde nasceu, Canadá, México e Colômbia.

• Valter Casarin, engenheiro agrônomo da iniciativa Nutrientes para a Vida

SEJA UM INSCRITO

Get updates and learn from the best

Outros posts

Rolar para cima