Você sabe como escolher as frutas, legumes e verduras na hora das compras? - Nutrientes Para a Vida

Você sabe como escolher as frutas, legumes e verduras na hora das compras?

Você sabe como escolher as frutas, legumes e verduras na hora das compras?

 

Valter Casarin, Coordenador Científicos da NPV

 

Todos nós sabemos da importância de comer frutas, legumes e verduras todos os dias. Esses alimentos são ricos em fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes, muitas vezes são baixos em calorias e, portanto, perfeitos como parte de uma dieta variada e equilibrada. Mas, você sabe como escolhê-los durante as compras?

Para o bom investimento do seu dinheiro, o ideal é optar por alimentos da estação, ou seja, da época correta, respeitando o ciclo natural de seu crescimento. Nada é mais frustrante do que comprar frutas, legumes e verduras frescas no mercado, por exemplo, e perceber que eles não estão maduros o suficiente ou maduros demais.

Nesse processo de seleção, vale também tentar sentir e cheirar as frutas, legumes e verduras durante as compras; o resultado pode ser o prazer de ingerir alimentos na plenitude do seu sabor. Para fazer as escolhas certas e evitar dores de cabeça, o cheiro, a cor, a firmeza ou mesmo o peso devem ser levados em consideração dependendo do produto. 

Na maioria das vezes, a cor dos frutos é, ainda, um bom indicador de sua frescura, maturação e boa forma. Para evitar erros e sempre escolher produtos de qualidade, confira algumas dicas:

Tomate

O tomate é um fruto frágil que deve ser manuseado com cuidado na hora de comprá-lo. Além disso, para ter certeza de que nossa salada terá consistência e sabor, você deve ter certeza de escolher frutos muito vermelhos (uniformemente), firmes e carnudos. Um bom tomate deverá ter a pele lisa, sem buracos ou rugas, e ser muito brilhante. É importante reforçar, que os tomates devem ser armazenados em temperatura ambiente, pois armazená-los na geladeira leva a uma perda irreversível do sabor da fruta.

Batata

Na hora de escolher uma batata é importante selecioná-la de acordo com o uso que se quer fazer dela: purê de batata, batata frita, sopa, cozida ou assada. Uma vez escolhida a variedade adequada, deve-se pegar o produto na mão e verificar se está bem firme, se a sua cor é uniforme e se não tem manchas.

Cebola

Existem duas regras a seguir na escolha de boas cebolas.  A primeira é que quanto mais firme e brilhante  , maior a probabilidade de você apreciá-la. Por outro lado, se forem observados pequenos germes ou mosquitos voando perto de uma cebola, pode descartá-la.

Pepino

Quando compramos um pepino, muitas vezes pensamos em verificar sua cor. O que tem a tonalidade mais verde é escolhido, com uma pele limpa, lisa e sem manchas. Isso é bom, mas a inspeção não deve parar por aí.

Um bom pepino é aquele com firmeza em todo o corpo (até nas extremidades), de tamanho médio (nem muito grande nem muito fino) e acima de tudo que seja reto.

Berinjela

A melhor escolha de uma berinjela é simplesmente pela coloração roxa. Cor violeta, nem muito claro e nem muito escuro.

Couve-flor

Com a sua massa generosa e o seu sabor ligeiramente picante, a couve-flor não deve estar flácida. Escolha aquela com coloração mais branca e com florzinhas bem juntas; assim como certifique-se de que não está manchada.

Rabanete

Primeiro passo é observar a cor dos talos e folhas, se estiverem bem verdes, o rabanete está bom e fresco. Em seguida, é importante verificar se estão bem firmes e com a pele limpa. Mas a melhor dica é o tamanho: quanto maior o rabanete, menor a probabilidade de sabor, por isso, escolha sempre os rabanetes pequenos. Desta forma nunca erramos!

Brócolis

Para verificar se está fazendo a escolha certa na hora de comprar, basta ter em atenção alguns critérios. O brócolis deve estar firme e bem verde. Se estiver macio e começando a florescer, significa que não está fresco. Tal como acontece com a couve-flor, as flores bem juntas são essenciais para seduzir o nosso paladar.

Maçã e pêra

Seja qual for a variedade da maçã (Gala, Fuji, Red, entre outras) é importante escolher as mais firmes – prova da sua frescura -, e com uma pele lisa. As maçãs cultivadas em altitude, áreas mais altas, são as mais doces. Já a pêra tem um tempo de maturação de cerca de uma semana. Ao contrário de outras frutas, a cor da pêra não é um indicador de maturação, algumas variedades permanecem verdes mesmo quando maduras. Se o pedúnculo (aquela haste ou cabo) da fruta sair, a pêra está madura demais. Pelo contrário, se a polpa é flexível em torno do pedúnculo e o caule bem preso, ela está madura.

Abacaxi

Na maioria das vezes, a cor dos frutos é um bom indicador de seu frescor, maturação e boa forma, mas para o abacaxi, evitamos confiar nas aparências. Por exemplo, uma fruta na coloração verde pode muito bem estar madura e comestível. O teste para ver se o abacaxi atingiu a maturidade é tentar arrancar uma folha do caule. Se sair com facilidade, ele está no ponto.

Melão

O melão é uma fruta que constantemente nos decepcionamos por não estar doce o suficiente ou pouco suculento. Para uma boa escolha, ele deve ser bem pesado (sinal de que é muito doce!), bem aromatizado, e a pele deve estar sem manchas. Se você comprar um melão para comê-lo imediatamente, certifique-se de que o pedúnculo está faltando ou rachado: isso significa que a fruta está muito madura e empanturrada de açúcar.

Morango

O morango é uma daquelas frutas que não amadurecem após colhidas. Por isso, é muito importante escolhê-los na medida certa, caso contrário corre-se o risco de não desfrutar de todos os seus sabores. Existem três aspectos para escolher o morango: se estão bem perfumados, se sua polpa está bem vermelha, brilhante e firme e, finalmente, que o pedicelo (haste da flor) seja duro e verde brilhante.

Pêssego 

Todos nós apreciamos o sabor doce e suculento do pêssego. Mas, devemos evitar os que tiverem o aspecto farinhentos e sem gosto. Para isso, precisamos selecioná-los com muito cuidado.  Depois de escolher os pêssegos com casca fina e sem manchas, é preciso cheirá-los e comprar apenas aqueles que são bem perfumados.

Abacate

Embora existam diferentes variedades de abacates, a principal distinção é entre os de pele lisa e os de pele granulada. Tome cuidado para não manusear muito o abacate na hora de escolher para não danificá-lo, uma leve pressão no nível do pedúnculo deve ser suficiente para identificar se está maduro. De fato, se a carne ao redor do cabo estiver macia, a fruta está pronta para ser degustada. Finalmente, um abacate pode sempre ser mantido à temperatura ambiente para acelerar o amadurecimento.

Vale lembrar que para um legume ou fruta expressar suas qualidades, seja pelo sabor, cheiro, cor exuberante, mas também pela qualidade nutricional e durabilidade, há a necessidade das plantas encontrarem todos os nutrientes necessários em quantidades disponíveis no solo. Na ausência ou em quantidades insuficientes de nutrientes, os fertilizantes cumprem o papel de fornecer os nutrientes para as plantas.

O planejamento do consumo de frutas e vegetais continua sendo a atitude mais eficaz contra o desperdício de alimentos. Com efeito, o estabelecimento antecipado das compras permite escolher frutas, legumes e verduras em diferentes estágios de maturação e de acordo com a data de consumo. Além da praticidade e do interesse no combate ao desperdício, esse método também facilita a integração de frutas, legumes e verduras em cada refeição.

Portanto, a escolha de frutas e verduras saborosas deve ser antecipada bem antes de encher sua cesta de compras. De fato, o sabor de uma fruta ou vegetal depende em grande parte de seu estágio de amadurecimento e saber a hora de escolher é fundamental nesse processo.

 

Sobre a NPV

 

A NPV – Nutrientes para a Vida – nasceu com objetivo de melhorar a percepção da população urbana em relação às funções e os benefícios dos fertilizantes para a saúde humana. Braço da fundação norte-americana NFL – Nutrients For Life – no Brasil, a NPV trabalha baseada em informações científicas. O uso de fertilizantes de forma responsável e correta é o caminho para oferecer à sociedade oportunidade para maior segurança alimentar e qualidade nutricional dos alimentos e, sobretudo, produzindo de forma sustentável e com total respeito ao ambiente. Nutrir o solo, através dos fertilizantes, é a forma mais sensata de produzir alimentos em quantidade e qualidade para as pessoas, além de valorizar a preservação de nossas florestas. 

A missão da NPV é esclarecer e informar a sociedade brasileira, com base em estudos científicos, sobre a importância e os benefícios dos fertilizantes na produção e qualidade dos alimentos, bem como sobre sua utilização adequada.

A NPV tem sua sede no Brasil, é mantida pela ANDA (Associação Nacional para Difusão de Adubos) e operada pela Biomarketing. A iniciativa conta ainda com parceiros como: Esalq/USP, IAC, UFMT, UFLA e UFPR.

Saiba mais sobre o novo cliente em https://www.nutrientesparaavida.org.br/ 

SEJA UM INSCRITO

Get updates and learn from the best

Outros posts

Scroll to Top